Evoluindo no Desfralde Diurno

Contei da nossa intenção de começar o desfralde da Isabela e da Laura e depois não dei mais notícias.

É que esse é um processo delicado e, já que a ideia é respeitar o tempo de cada uma delas, sem forçar nem acelerar as coisas, nada está sendo feito com pressa, do dia para a noite.

Mas vamos ao que interessa…

Colocamos o desfralde em prática em uma segunda-feira, no início de uma semana comum, sem feriados ou compromissos sociais (as meninas tinham dois anos e três meses). Pensamos que seria bom ter vários dias seguidos de rotina pela frente, sem possíveis contratempos ou imprevistos que podem vir com finais de semana e feriados.

Isso realmente foi ótimo, porque permitiu sentir a reação das meninas à novidade no ambiente de casa, onde as variáveis são bem menores e muito mais administráveis.

Já vínhamos conversando com as duas sobre dar tchau para a fraldinha, usar calcinha e fazer xixi/cocô no vaso/peniquinho. Na segunda-feira escolhida para começar, reforçamos tudo isso, tiramos as fraldas e deixamos as duas de calcinha.

WhatsApp Image 2017-05-23 at 17.40.56
Cartaz que as meninas fizeram com a babá…

Redutor de assento, penicos, mudas extras de roupa, lencinhos umedecidos… tudo estava a postos. Na teoria, seria um sucesso!

Laura demonstrou total consciência corporal e conforto com o fato de estar sem fralda. Teve pouquíssimos escapes e ficava muito tranqüila quando eles aconteciam. Normalmente, pedia para fazer xixi ou ia direto para o vaso sozinha. Nos primeiros dias, quando estava fora de casa, no parquinho, por exemplo, teve dificuldade para fazer xixi e acabou tendo alguns escapes, mas, depois, se acostumou e passou a fazer xixi sem problemas também fora de casa.

Em questão de três ou quatro dias, Laura estava desfraldada durante o dia e passou a colocar a fraldinha apenas para dormir na soneca da tarde e a noite.

Foi tudo muito rápido, fácil, tranqüilo. Ela nos impressionou muito na sua maturidade para a transição da fralda para o vaso.

E Isabela? Ah, Bebela foi uma outra história.

Ter gêmeos em casa é realmente uma caixinha de surpresas.

Claro que a reação das duas ao processo de desfralde não foi a mesma. Apesar de eu não ter cogitado essa possibilidade, não poderia ser diferente. São crianças diferentes desde o nascimento, oras!

Isabela adorou colocar calcinha, mas não demonstrou tanta consciência na hora da vontade de fazer xixi. Ela não conseguia conter nem avisar antes. Era xixi perna a baixo. Foram muitos e muitos escapes. Ela ficava muitíssimo incomodada todas as vezes em que fazia xixi no chão e começou a ficar bastante nervosa também, chorando muito. Conversamos, explicamos, tentamos por mais uns dois dias e… tivemos que suspender o processo de desfralde da Isabela. Ela simplesmente demonstrou não estar nada pronta para deixar as fraldas e, o pior, isso estava deixando-a ansiosa e nervosa.

Era tudo o que eu não queria, acelerar uma transição que deveria ser natural e ainda poder gerar algum trauma por forçar a barra para algo que ela não estava física e neurologicamente pronta.

O jeito foi continuar o desfralde da Laura e deixar o da Isabela para um outro momento.

Foi frustrante, confesso. Não imaginei de verdade que desfraldaria uma das meninas e manteria a fralda na outra. Acreditei que o processo aconteceria de maneira mais uniforme, ainda que mais demorado para uma ou outra. Mas não foi assim.

Laura está super bem sem fralda e Isabela está muito a vontade na fralda. Vida que segue…

Isabela participa do desfralde da Laura, dá tchau para o xixi na hora da descarga, que usar calcinha também, mas em cima da sua fraldinha. Quando perguntamos se ela quer ficar sem fralda, recebemos um sonoro “não”.

WhatsApp Image 2017-05-23 at 17.46.48
“Tchaaaau, xixi”

Eu falei apenas do xixi até aqui. Eu sei. É que o cocô também é um capítulo a parte.

Laura desfraldou perfeitamente para o xixi, mas tem apresentado dificuldade para o cocô. Um fator que é muito complicado é que ela é acostumada, desde bem novinha, a agachar para fazer cocô e a posição do vaso não a tem favorecido. Ela pede para fazer cocô, senta no vaso e… nada! Por isso, ela ainda tem alguns escapes na calcinha (bem eventuais) e normalmente faz cocô na fralda.

Estamos esperando o tempo dela para que se acostume a ideia de fazer também o “número 2” no vaso, junto com o “número 1”. É o próximo passo…

 

Quer saber mais sobre desfralde? Acesse os outros posts sobre o assunto:

Desfralde: primeiros passos

15 dicas práticas para o desfralde

Anúncios

6 comentários sobre “Evoluindo no Desfralde Diurno

  1. Pri, coloca um banquinho pra Laura apoiar os pés quando estiver sentada no vaso pra fazer cocô. Pra ela ficar em posição similar ao agachamento. Acho que vai facilitar. 😉😘

    Curtir

Deixe aqui o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s