Diálogos de um Desmame

O desmame das meninas tem acontecido de maneira leve e tranquila, o que me surpreendeu muito positivamente.

Tenho conversado com Isabela e Laura sobre o fato de elas já estarem crescidas e não precisarem mais mamar no peito. Digo que elas estão fortes e grandes porque já comem de tudo sozinhas e não precisam mais do leite da mamãe.

Elas aceitaram bem a ideia e já faz mais de uma semana que nenhuma das duas pede para mamar. Uma grande evolução no processo!

No meio disso tudo, já demos boas risada das conversas que surgem desse assunto:

  • Depois de uns dias sem mamar, Isabela resolve pedir o peito. Eu não nego.  No meio da mamada, ela para de sugar, olha bem para mim, olha para o peito e pergunta: “não ta funcionando, mamãe?”. Essa é Isabela reclamando do pouco leite que está saindo, já que o fluxo tem diminuído conforme as mamadas diminuem também.

 

  • Outro dia, nós três acordamos cedo. Deitei as duas no sofá da sala e, antes de ir para a cozinha preparar a mamadeira, Laura olha séria para mim e diz: “Peito não né, mamãe?!”. Eu não sabia se ria ou se chorava, mas fiquei orgulhosa de ver que a minha menininha entende perfeitamente nossa situação. Respondi: “não, meu amor. Laurinha já mamou muito no peito e, agora que cresceu e come de tudo, não precisa mais”. Ela me olha fundo no olho e concorda com a cabeça…

 

  • É noite, aquele agito que precede o sono se instala. As duas começam a gritar que querem mamar. Eu digo que vou preparar o leitinho e Isabela olha bem séria para mim e diz brava: “Não, mamãe. Peito. Quero mamar no peito!”. Eu respondo calmamente: “Filhota, Bebela já está grande, come papa, frutinha, toma vitamina, suquinho, então não precisa mais mamar no peito porque o leite da mamãe era para quando você era pequenininha”. Ela rebate decidida: “Bebela é pequenininha, mamãe”. E agora, José?! Pior que é mesmo. rs
    PS.: Fiquei sabendo outro dia que, quando não estou por perto, Isabela tem falado aos quatro ventos que já é grande e nem mama mais no peito… figura!

 

  • Dia desses, Isabela, aos prantos, pede para mamar. Não tenho coragem de dizer não. Quando concordo, ela para de chorar, mama um pouquinho e me diz: “Ta ruim, mamãe. Terminei”. E vai embora brincar com a boneca que tinha abandonado no chão. E eu fiquei ali, só olhando, calada, pensando: “Como assim meu leite ficou ruim de repente?!”…

 

Definitivamente, os filhos se desenvolvem e crescem bem mais rápido do que nosso relógio acompanha…

Quer saber mais sobre nosso processo de desmame? Dá uma olhada nos textos Desmame Noturno e Desmame Natural!

 

Anúncios

Um comentário sobre “Diálogos de um Desmame

Deixe aqui o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s