Desculpa, filhas, esse não foi um bom dia para nós!

Filhas, desculpem-me por hoje.

Não fui a mãe que vocês merecem.

A responsabilidade por isso não é de vocês, é só minha.

Vocês estão descobrindo o mundo e a si próprias; tem uma curiosidade e uma obstinação de fazer inveja. Estão aprendendo a entender e a expressar suas emoções e sensações. Há muito para conhecer, aprender, entender, experimentar, descobrir, sentir…

Eu sou a adulta dessa relação e supostamente quem deve ter a sabedoria, a racionalidade, a paciência e a dedicação para lhes guiar nesse caminho.

Só que há dias complicados, sabe?! Dias em que a paciência falta e a maturidade se perde, dias em que o cansaço físico e mental falam alto, dias em que os afazeres se acumulam e me impedem de ter o tempo livre e desimpedido que vocês precisam, dias em que estar imersa nas responsabilidades da maternidade parece mais pesado…

Eu sei, vocês não tem nada a ver com isso. São questões minhas, questões que eu deveria administrar sem deixar resvalar em vocês duas.

Mas, filhas, somos humanas! Temos limites, defeitos, dificuldades, imperfeições…

Nem sempre agiremos da forma mais correta em todas as situações. Erramos, tropeçamos, levantamos e seguimos em frente, tentando ser melhores a cada dia.

Nessa caminhada, sei que vou acertar e errar muitas vezes.

É dessa mistura de erros e acertos que sairá a melhor mãe que posso ser, a mãe possível…

Gostaria de poder dizer que não perderei mais a paciência, que não alterarei o tom de voz, que sempre acharei tempo para sentar no chão e brincar sem hora, que vou compreender e atender todas as suas necessidades.

Mas não posso… Não posso fazer promessas a vocês que eu não vá cumprir.

Devemos ter compromisso com a verdade.

A verdade é que me tornar mãe foi a coisa mais bonita e mais difícil que já me aconteceu. São muitos os desafios, mas, com o passar do tempo, vejo que estamos andando bem e chegando longe.

Por vocês duas, tenho me reinventado todos os dias.

Não posso lhes prometer o céu, mas posso dizer que sempre darei às duas o meu melhor, sempre tentarei fazer o que estiver ao meu alcance para vê-las felizes e protegidas e não economizarei esforços nisso.

Ainda que venham novas falhas e novos erros, tenham a certeza de que de mim nunca lhes faltará amor para preencher o coração, cumplicidade para fortalecer nossa união e humildade para recomeçar pelo perdão. Por isso, desculpem-me por hoje e obrigada pela chance de ser melhor amanhã…

 

Anúncios

Deixe aqui o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s