Itens úteis na Introdução Alimentar

Quando chega a hora da introdução alimentar, surge a preocupação de ter à mão bons acessórios para facilitar a missão.

Nós testamos vários pratinhos, talheres, copinhos, babadores e afins. Aqui vão nossas impressões:

Babador: item importantíssimo!rs Gosto muito do babador de silicone da marca Babyjorn, mas tenho que admitir que as meninas não se adaptaram completamente a ele; é mais rígido e por isso incomoda um pouco quando elas se movimentam mais durante as refeições. Em substituição a esse, usamos muito o babador da KaBaby que é impermeável e mais flexível, modelo que as meninas aceitaram mais. Elas andam numa fase rebelde de arrancar do pescoço qualquer babador; eu sempre insisto em colocar para tentar preservar as roupinhas, mas tem sido uma luta. Ultimamente tenho até colocado babadores de tecido mesmo, menores e mais confortáveis para ver se tem melhor aceitação (opto pelas cores mais escuras para evitar manchas).

Colherzinha: testamos diversas colheres – com ponta flexível de silicone (Nuk), ponta firme de silicone (Munchkin), plásticas (Munchkin e Take & Toss), metal (a boa e velha colher de café da Tramontina mesmo). De todas essas, a que descartamos foi a da Nuk (não nos adaptamos; é flexível demais e facilmente cai a comida). As outras vamos variando o uso a depender da ocasião: a de ponta firme de silicone da Munchkin usamos para dar almoço e jantar, pois tem detector de temperatura que mostra se a comida está muito quente; as colheres plásticas usamos para o lanche, na hora da fruta, cuscuz, mingau; a de metal para dar algum alimento que precisa ser raspado.

Pratinho: começamos dando as papinhas no bowl da linha zoo da Skip Hop (essa linha, além de linda, é muito útil e resistente; tem todos os itens imagináveis para alimentação do bebê!). No caso das papinhas salgadas, como as refeições podiam ser mais demoradas, logo esfriavam. Por isso, optamos pelo prato térmico da Chicco para almoço e jantar; ele é excelente, mantém a temperatura do alimento e tem um fundo divertido que ajuda a distrair a criança. Para as frutas, continuamos com o bowl da Skip Hop; quando tentamos dar a fruta direto para as meninas para que comam sozinhas, colocamos em um bowl de silicone que é mais resistente às quedas.

Cadeira de alimentação: foi uma saga a escolha da cadeira de alimentação, como contei aqui. Começamos a introdução alimentar das meninas na cadeirinha de descanso mesmo; a lambança generalizada me fez correr atrás de uma cadeira específica para alimentação; testamos inicialmente a Chicco Mode e depois compramos também o cadeirão tradicional Chicco Polly Pocket. Hoje em dia usamos essas duas cadeiras e revezamos as meninas neles. Quando estamos na rua, usamos o carrinho!

IMG_9363

Amassador: a Lillo tem um amassador bem bacana que ajuda na hora de triturar os alimentos. Claro que não é um item essencial; o garfo faz perfeitamente bem essa função também; mas é um item legal e que ajuda bastante.

lillo

Papel Toalha Lavável: essa foi a descoberta do século! Adoro esse papel toalha resistente; usamos um único ao longo do dia para cada uma das meninas, nas várias refeições; sempre lavamos logo após o uso e ele fica novo, inclusive sem cheiro. Já usei muitas fraldinhas e paninhos de boca (mancham demais a depender do alimento), guardanapos e papel toalha tradicional (gastávamos vááááários em uma única refeição) e conclui: vale muito a pena investir nesse papel toalha resistente na hora de dar a comida para o bebê.

p toalha

Potes térmicos: usamos potes térmicos da Thermos para transportar a comida das meninas (quente ou fria) quando temos que dar alguma refeição fora de casa. São muito muito bons: herméticos, conservam a temperatura, cabem uma boa quantidade de comida e não pegam nenhum cheiro.

thermos

Por outro lado, alguns itens foram totalmente inúteis na nossa experiência:

Redinha de alimentação: essas redes não fizeram nenhum sucesso com as meninas. Elas detestaram. A ideia parece bacana, dar alguns alimentos para o bebê ir chupando pela redinha sem o risco de soltar pedaços e engasgar. Mas a prática foi diferente: Isabela e Laura detestaram a textura da rede. Além disso, a higiene é complicada; é preciso limpar e deixar secar muito bem para evitar mofos.

Colher de papinha: nem chegamos a usar porque as meninas se adaptaram à colherzinha tradicional em pouco tempo.

 

Anúncios

Deixe aqui o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s