Um Dia (a dia) das Mães feliz, leve e doce

Dia das Mães chegando e reflexões sobre maternidade bastante presentes.

As propagandas passam lindas mensagens, mas ainda teimam em pintar aquela maternidade ideal, do “comercial de margarina”, da família linda, sorridente, saltitante. É dar uma olhada rápida em mim mesma, na minha casa e na minha família para ver o quão distante da vida real está essa pintura.

A comemoração dessa data é de fato bacana: consumismos e materialismos a parte, é bom ser o centro das lembranças, da atenção e do carinho, é bom ouvir sobre sua importância para a família, deve ser uma delícia receber presentinhos feitos pelos filhos com aquelas mensagem mais clichês e uma verdadeira emoção ir à festinha da escola preparada especialmente para você. Acho tudo isso lindo, coração de mãe é mole e se emociona mesmo!

Não dá para esquecer, porém, que o dia a dia das mães é muitas vezes duro. Ela é essa figura que voluntariamente se coloca em segundo plano, que passa na frente as necessidades dos filhos e da família e fica com o que sobra, quando sobra. É aquela que tenta insistentemente conciliar seus desejos e vontades pessoais com seus instintos mais primitivos de proteção e cuidado e que vê diariamente estes sendo mais fortes que aqueles. Aquela que corre contra o tempo para conciliar filhos, marido, casa e trabalho, e que sonha incluir nessa conta aquele esporte que faz bem, aquele hobby para descansar a mente, a espiritualização que aquieta o coração, a leitura para abrir horizontes, as amizades que deixam saudade, as viagens para ver novos caminhos.

É aquela que trava uma luta constante com ela própria na busca de ser e fazer o melhor para os filhos e isso representa muita reflexão e questionamento sobre si mesma, o tempo todo, nos menores e mais imperceptíveis detalhes. É, de certo modo, uma luta contra esse perfeccionismo que teima em se instalar quando nasce um filho, essa busca da perfeição que torna desleais e inglórias algumas batalhas e faz com que a mãe sofra e se culpe também. Aliás, não há sentimento mais insistente em uma mãe do que a culpa; mães se culpam naturalmente; se culpam por fazer demais, por fazer de menos, por não fazer, por falar, por não falar, por tentar diferente, por não tentar, por desistir, por insistir, por perder a calma, por chorar, por se culpar…

Ser mãe é refletir sobre a mãe que você é e aquela que você quer ser, mas é também se questionar sobre o tipo de filha que você foi e é para sua própria mãe. Depois que as meninas nasceram passei a pensar mais sobre minha relação com a minha mãe (sempre pensei, mas o olhar ficou mais apurado). Vendo tudo que passo com as meninas no dia a dia, penso em como deve ter sido difícil também o caminho da minha mãe, com quatro filhos, em um tempo um pouco mais complicado que o nosso em alguns aspectos.

Não foi fácil antes. Não é fácil agora.

Acredito que o tempo de maternidade traz amadurecimento e crescimento; ensina a ser mais leve e simples, a distinguir o que de fato é importante nesse papel para deixar de lado pressões desnecessárias e carregar apenas a bagagem necessária (assim espero…).

Que esse Dia das Mães seja especial e bonito para nós. Mas principalmente, que nosso dia a dia de mães seja feliz, leve e doce e que saibamos ser melhores pessoas conosco mesmas, aprendamos a nos perdoar e nos entender em nossas dificuldades, porque antes de mães, somos filhas e precisamos de colo antes de dar colo…

IMG_4266

Anúncios

2 comentários sobre “Um Dia (a dia) das Mães feliz, leve e doce

  1. Que lindo isso, irmã! Tenho muito orgulho das mães da minha família. Você, a mamãe, a dinda e todas as tias são incrivelmente lindas e de coração bom. Que benção ter nascido nessa família.
    Se quando eu tiver um baby pra chamar de meu, conseguir ser, pelo menos um terço do que vocês são, serei muuuuito feliz.
    Obrigada pelos dois presentinhos que você nos deu. Elas mudam a nossa vida todo dia com tanta luz!
    Te amo! ❤

    Curtir

    1. Irmã linda do meu coração. Vc será uma mãe espetacular. Tenho certeza disso. Seu senso de justiça e ética e todo o amor e carinho q recebemos de vc já anunciam isso. Te amo. Obrigada! Beijos

      Curtido por 1 pessoa

Deixe aqui o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s